Categorias
Dicas Notícias

Multtv inicia operação de streaming para provedores brasileiros

Com viés B2B, o serviço de streaming está disponível para provedores de internet com objetivo de atrair novos clientes e fidelizar a base.

Matéria original por Hamilton Nogueira do site o Povo

A Multtv, empresa que oferece plataforma de TV para provedores de internet, iniciou a operação de conteúdo via streaming aos ISPs – provedores – brasileiros, oferecendo novas possibilidades de serviços para os seus  provedores. O novo serviço, que já está em uso por alguns clientes da empresa, possibilita acompanhar a programação de canais já presentes na TV, agora via streaming, com dados transmitidos pela internet.

Segundo pesquisa realizada pela Finder, o brasileiro é o segundo maior consumidor de streaming do mundo, ficando atrás somente dos kiwis (como são conhecidos os cidadãos da Nova Zelândia), estando à frente, por exemplo, dos Estados Unidos. Quase 65% da população brasileira é assinante de ao menos um serviço de streaming, sendo as mulheres a maior parcela deste público.

Em um mercado aquecido, como o de streaming, a MultTv tem como principal objetivo facilitar ainda mais a operação de TV para os ISPs, ofertando o serviço via streaming, sem deixar de lado o compartilhamento de headend tradicional.

“Nossa preocupação, como empresa, sempre foi facilitar a vida dos provedores, oferecendo mais conteúdo para os seus assinantes, com uma operação simplificada. Agora, além do headend tradicional, temos com o streaming opções simples e rápidas para o provedor disponibilizar conteúdo para os clientes. É muito mais possibilidade para fidelizar clientes e também novas formas de aumentar o faturamento da empresa”, destaca Marcelo Rodrigues, diretor comercial da MultTv.

Há diferença no streaming oferecido pela MultTv se comparado aos grandes players. Netflix, Amazon Prime Video, Disney+, HBO Max são algumas das plataformas que oferecem ao cliente a possibilidade de assistir filmes, séries, documentários via streaming, com conteúdo sob demanda. Já a MultTv oferece aos provedores a possibilidade dos clientes assistirem programação ao vivo, sendo transmitida naquele momento, também via streaming, onde o assinante estiver, seguindo a grade de programação dos canais parceiros da MultTv. “O provedor oferecerá ao cliente a possibilidade de assistir aos canais onde ele estiver, com o aplicativo instalado em um smartphone ou tablet e, quando retornar para casa, poderá continuar assistindo ao mesmo programa em sua televisão ou computador”, reforça Rodrigues.

O aplicativo da MultTv está disponível também, como um dos pioneiros em TV linear via streaming, na plataforma do Roku, que é uma possibilidade para clientes que não possuem SmartTv e que queiram adquirir o serviço de streaming com o seu provedor de internet. “O portfólio de produtos e serviços da MultTv passou por reformulação e estamos com novidades que serão apresentadas brevemente para o mercado” destaca Rodrigues.

Sobre a MultTv

A Multtv é uma empresa especializada em compartilhamento de headend e streaming, que busca viabilizar a oferta de TV por assinatura a custos acessíveis. A companhia, que opera desde 2015, tem um modelo de negócio único, atuando em parceria com a SES (empresa de satélites reconhecida mundialmente) e apoio da Associação NEO e de programadoras de TV.

Categorias
Notícias

Qual sistema de TV por assinatura ter na empresa: Headend próprio ou compartilhado?

Matéria original por Gabriela Guimarães do site Segs

Ofertar novos serviços aos usuários pode aumentar em 30% o faturamento dos provedores

Expandir a empresa com um novo serviço é uma estratégia para fidelizar ainda mais o cliente, assim como aumentar o próprio número de consumidores. Para os ISPs a possibilidade disso é através da inclusão do serviço de TV por assinatura. Esse processo pode resultar em um aumento de 30% no faturamento, além de trazer uma imagem mais sólida para a empresa, que passa a vincular sua marca não apenas a novos serviços, mas sim, a grandes empresas do setor, passando a oferecer canais como CNN, Discovery Channel, Disney Channel, Warner, Band Sports, fomentando um padrão de visibilidade mais arrojado aos negócios.

Porém, após avaliar todas as vantagens de se investir em TV por assinatura, como fidelizar os clientes da base, atrair novos consumidores, aumentar a lucratividade da operação, o próximo passo do planejamento é entender quais são as opções de mercado para tornar viável a operação de TV por assinatura de uma maneira simples e menos burocrática possível, sem que seja necessário comprar antenas ou ter uma equipe técnica para a construção do parque com as antenas e mesmo a estrutura física dessa operação, ou seja, não basta apenas escolher dar o próximo passo, mas também, qual passo será o que garante maior cobertura e assessoria para a sua equipe em momentos de implantação e dúvidas.

De acordo com Alex Jucius, diretor-geral da Associação NEO: “Aumentar a sua gama de serviços traz inúmeras vantagens ao ISP. É importante que o ISP diferencie sua banda larga em relação aos seus concorrentes. Mais do que isso, agregar produtos como a IPTV, além de ter um aumento de receita para o usuário, é sabido que quanto mais produtos um ISP tem no seu pacote, menor será a redução de clientes que deixam sua base por mês. E a IPTV vem ampliar o número de pacotes disponíveis para o público”.

Headend próprio ou compartilhado, qual a melhor opção?

Headend Próprio funciona de forma muito similar ao Compartilhado, isso porque, ambos são uma central de recepção. No caso do ISP que pretende ter um headend próprio, para que tenha o processamento, geração e transmissão de sinais audiovisuais, todo o processo de licenças, contratos com operadora, busca por satélite é feito por conta própria e pago exclusivamente pelo empresário.

Estes custos tornam todo o processo de headend próprio extremamente caro para o provedor. Já o Headend Compartilhado também é uma central de recepção, que faz o processamento de mídia necessária para a operação dos serviços de TV por assinatura, que recebe os sinais de canais variados e os transmitem para o usuário. Esse processo é feito por distribuição de sinais via satélite e depois compartilhado com os provedores, que repassam aos clientes finais via IPTV, pelos cabos da operação de internet.

Para Osmir Petrini, sócio-diretor da Multtv, empresa que fornece compartilhamento de headend, um dos principais benefícios desse serviço é “Contar com todos os benéficos de personalização que um Headend próprio proporciona sem ter uma estrutura enorme em sua empresa e o melhor com custo de investimento na casa de 3% ao que custaria um headend próprio.

Outra vantagem desse compartilhamento é ter equipes especializadas cuidando de tudo para operação de TV por assinatura ter êxito, inclusive ajudando na venda do produto, além de treinamento de equipe de vendas, mas também profissionais de marketing para criação de campanhas e auxílio com regras de publicidade para cada emissora.

Tanto o Headend próprio quanto o Compartilhamento de Headend têm vantagens que o ISP pode acrescentar em sua gama de serviços. De acordo com Douglas Arruda, gerente de projetos do provedor Fasternet, a empresa criou uma imagem mais robusta perante o público. “Ganhamos também em profundidade. Os clientes se surpreendem ao saber que temos a opção da TV por assinatura porque a maioria deles tem uma imagem de que somente grandes provedores de internet conseguem vender TV e ainda temos agora a demanda fora do combo de televisão com a internet”.

Sobre a Multtv

A Multtv é uma empresa especializada em compartilhamento de headend que busca viabilizar a oferta de TV por assinatura a custos acessíveis. A companhia, que opera desde 2015, tem um modelo de negócio único, atuando em parceria com a SES (empresa de satélites reconhecida mundialmente) e apoio da Associação NEO e de programadoras de TV.
Categorias
Notícias

Nordeste tem a maior participação de pequenos e médios provedores de internet, aponta Anatel

Matéria Original por Daniel Tavares do site Tudocelular.com

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou um relatório sobre o mercado de internet e TV por assinatura no Brasil. Os números mostram que a região nordeste do país concentra o maior número de pequenos e médios provedores dos serviços.

Fortaleza, Natal, Teresina e Aracaju são as quatros capitais nordestinas que apresentam os maiores números de market share. No caso da capital do estado do Ceará, quase 60% de todos os assinantes de banda larga utilizam serviços de pequenos e médios provedores de internet.

Em Natal e Teresina, os líderes de mercado são os menores ISPs que, juntos, controlam 38% e 33% de todos os clientes de banda larga, respectivamente. Em Aracaju, capital do estado de Sergipe, 1 a cada 4 assinantes de internet banda larga opta pelo serviço de um pequeno ou médio provedor.

região Nordeste foi a única das 5 regiões brasileiras que obteve números positivos no mês de junho quando comparado a maio deste ano e junho de 2020. No comparativo mensal, os acessos e a densidade foram 0,4% maiores, enquanto no comparativo anual foram 2,5% e 1,9% maiores, respectivamente.

Ainda de acordo com os dados da Anatel, referentes ao mês de julho, os números são ainda maiores quando comparado ao mês anterior, junho no caso, já que o aumento em acessos e densidade da região Nordeste foi de 59,9%.

Na comparação anual, o mês de julho de 2021 foi 61% maior em densidade e acessos do que o mesmo mês de 2020. O Nordeste se mostra, mais uma vez, uma região com números interessantes no setor de TV por assinatura e internet fixa.

A MultTv, uma empresa de compartilhamento de headend, afirma que a inclusão da TV por assinatura na operação dos provedores de internet regionais é uma estratégia que permite o crescimento de faturamento e fidelização da base de clientes.

“O compartilhamento de headend tem possibilitado que ISPs de todo o Brasil passem a competir de igual para igual com os líderes de mercado. A estratégia permite um crescimento médio de 30% no faturamento dos provedores”, disse o diretor comercial da MultTv, Marcelo Rodrigues.

E você, mora no nordeste e usa os serviços de alguma ISPs? Conta pra gente nos comentários logo abaixo!