Marcelo Pinheiro: Proximidade com o público é o diferencial das operadoras regionais de TV e Internet

Matéria original do site Prensariozone


Marcelo Pinheiro, CEO de NIPBr e sócio da MultTV

MultTV, empresa que segundo seus executivos criou o primeiro headend da história da TV por assinatura brasileira, afirma que hoje tem ‘o que há de mais moderno em operação’, e que foi criada com regras próprias, o que lhe permitirá lançar no futuro, vários produtos.

Em entrevista à PrensarioMarcelo Pinheiro, CEO de NIPBr e Sócio da MultTV, afirmou que ainda não será possível avançar com os lançamentos porque » são segredo», mas comentou que a MultTV entrega a infraestrutura ao seu cliente para que o proveedor tenha os canais pagos na sua operação. Desta forma, ´o provedor passa a comercializar “sua TV”, ou seja, ele não se torna um revendedor, senão que detém sua marca de TV por assinatura, portanto, somos a opção mais rápida para o cliente oferecer TV por assinatura para ISPs ((Internet Service Provider)´.

Para o executivo, a oferta do TriplePlay continua sendo um diferencial, mesmo nos últimos tempos com ´o crescimento exponencial das plataformas de streaming, os canais lineares ainda têm espaço garantido´. Segundo ele, outro diferencial do serviço da MultTV é a proximidade com o público já que ao contrario das ´grandes operadoras, o ISP Regional possui maior proximidade com seus clientes, canais diferenciados, e, portanto, um tempo de resposta a qualquer inconveniente mais rápido, o que torna o seu serviço superior às grandes operadoras´, o que permite que em tempos sanitária e economica os operadores tenham crescido cerca de 25%.

Datacenter e serviços da SES

Marcelo Pinheiro explicou que a empresa está presente em dois Datacenters instalados no estado de São Paulo, um na cidade de Boituva e outro em São José dos Campos, e que todo o conteúdo está presente também no ´Satélite mais modernos em órbita do SES, e em banda C. O conteúdo das programadoras é entregue ao ISP a través de enlace satelital na localidade do ISP. Esta solução permite a MultTV entregar, com a mesma qualidade, a clientes em todo o território nacional, sem problemas com fronteiras´.

Por isso, disse Pinheiro, a decisão de transmitir via satélite assenta em dois pilares fundamentais. ´O satélite tem o melhor SLA de comunicação, e o SES-6 tem cobertura nacional, pelo que qualquer ISP pode subscrever a MultTV´.

Por outro lado, o executivo explicou que embora a empresa seja cliente da SES, visto que paga pelos seus serviços, ao mesmo tempo é associada da empresa luxemburguesa porque “somos parceiros pois outros negócios além da MultTV ocorrem em background, sem contar que a SES acreditou desde o início na MultTV a qual hoje é um sucesso comprovado´.

Uso compartilhado de headend

A empresa afirma ter o serviço de compartilhamento de headend, pelo qual o ISP não precisa se preocupar com equipamentos, engenharia, monitoramento etc., ´pois a MultTV faz todo o trabalho para ele´. Primeiramente, a MultTV recebe o conteúdo dos Programadores em seu headend, localizado em Boituva, e uma vez processado o conteúdo (regularização de áudio e legendas), faz um uplink para o satélite SES-6. A segunda etapa é fazer o downlink para a operação do cliente. ´Este passo é composto pela instalação de antena e equipamentos fornecidos em comodato pela MultTV. O alinhamento da antena, configuração e baixa definitiva dos canais fechados é realizado nesta fase. Paralelamente, o ISP deve provisionar uma segunda antena e equipamentos IRD´s para a captação dos canais obrigatórios, abertos e regionais. Esta segunda antena é direcionada par um outro satélite´.

A partir deste momento, o ISP já dispõe na sua operação do conteúdo a ser distribuído. Desta forma disponibiliza em seu backbone este conteúdo. ´Para atender ao usuário final, é instalado um set-top-box na casa do cliente que é supervisionado pela inteligência do headend, que tem a responsabilidade de entregar a programação contratada pelo assinante

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin

Últimas do Blog